Quer fazer parte da nossa Equipe?

 

 

 

 

 

 

Cadastre seu currículo em nosso site, é totalmente gratuito!

http://www.bos.org.br/bos-rh/

 

 

Big Draw 2015

Veja como foi a semana criativa do Big Draw – onde a população da cidade, em locais variados, inclusive na E-bos, creche do BOS, soltou a imaginação em forma de desenho, em prol da campanha Outubro Rosa de conscientização e prevenção do câncer de mama.


Eu sou capaz?

Com que frequência você se faz essa pergunta?! Muita? E você sabia que quando você se questiona com relação a isso você acaba por trazer a tona uma porção de medos e angústias? E digo mais, essas angústias e medos trazidos por essa dúvida faz com que a mesma cresça cada vez mais e mais, tornando toda essa situação em um enorme ciclo vicioso.

Você não foi capaz de nascer? De crescer? De aprender a andar? Ler? E escrever? E por que agora você se pergunta se é capaz de se esforçar e correr atrás dos seus objetivos de vida? Você pode não ter percebido naquela época, mas tudo isso que citei acima um dia foram seus objetivos de vida e você os alcançou com louvor, caso contrário você não estaria aqui lendo isso agora, certo?

E por que alimentamos essa dúvida com frequência? Não seria muito mais tranquilo se, ao invés de ficar se lamentando e procurando desculpas para realmente provar que você não é capaz, você passasse a tentar procurar soluções para sanar essa dúvida? Aí você pode estar se perguntando: “Mas como posso buscar essas soluções?” Muito simples! Com algumas simples mudanças de hábitos! Pois como já disse Cecília Meirelles: “Não faça do hábito um estilo de vida.” Passe a analisar o que te faz pensar dessa maneira. São as suas atitudes? Mude-as! É a sua falta de atitude? Crie-a! São os seus pensamentos? Inove-os! A palavra MUDANÇA resume uma possível solução para o desaparecimento dessa sensação de impotência. E não se esqueça de exercer a principal de todas as mudanças: Mude a sua visão sobre você.

Quer uma sugestão para dar início a suas mudanças? Experimente por começar trocando o ponto de interrogação pelo ponto de exclamação na oração: Eu sou capaz!

Coach Laiz Moreno